quarta-feira, 30 de setembro de 2009

As bandeiras do países nas mãos dos chefs australianos

Um grupo de chefs australianos criaram uma campanha para um festival de culinária usando comida para formar as bandeiras de alguns países.


O Sydney International Food Festival acontece no próximo mês na cidade australiana, e terá a presença de dezenas de cozinheiros de diversas partes do mundo.


As bandeiras foram criadas usando comidas típicas de cada país. A bandeira do Brasil é criada com frutas como limão e abacaxi. A da Itália é formada por massa, tomate e manjericão. Já a do Japão tem um sushi.
O festival de culinária reúne chefs de diversas partes do mundo, com mercados, cursos, palestras e restaurantes temporários.

Tsunami em Samoa

Auto-estima nos países

Em uma enquete realizada em 33 países pelo Reputation Institute, as pessoas receberam a missão de classificar sua confiança, admiração, respeito e orgulho pelas nações onde nasceram.

Segundo a pesquisa, os australianos são tão entusiasmados com seu país quanto são com esportes, e lideraram a lista. Em seguida, e com uma pequena diferença, ficaram os canadenses.

Já os norte-americanos, famosos pelo patriotismo, mostraram sinais de que foram afetados pela recessão e ficaram em 11º lugar.

Já a baixa auto-estima dos brasileiros vai contra sua fama de serem pessoas felizes e relaxadas e ocuparam umas das últimas posições da lista, enquanto os japoneses são o povo menos orgulhoso de seu país e aparecem em último lugar. Os resultados estão apresentados no gráfico acima (clique para ampliar).

Um buscador pernambucano

Chega à intenet um novo buscador de notícias. O Achix é resultado de intensas pesquisas e aprimoramento de sistemas integrados e se apresenta como uma evolução de sistemas como o portal de busca AchaNotícias.

A empresa pernambucana SX Brasil Comunicação Digital fez o lançamento do buscador nesta terça-feira (29), no porto Digital.

Na próxima semana, o diretor de projetos Walmar Andrade, da SX Brasil e da empresa recifense Wenetus, inicia na Espanha estudos para aperfeiçoar o modelo Achix, agregando canais publicitários e novas funcionalidades colaborativas.
“As pesquisas que Walmar fará em Barcelona, um dos maiores centros mundiais de inovação e criatividade, vão nos ajudar a consolidar um modelo autossustentável, com publicidades customizadas, visando garantir acesso livre e gratuito a informações de qualidade para os internautas”, destaca o presidente da SX Brasil Sérgio Xavier.

EDITOR - Também foi lançado nesta terça, o novo InterEditor 7.0, que tem o objetivo de facilitar a inserção online de qualquer tipo de conteúdo digital em múltiplos ambientes ao mesmo tempo e permite a busca e indexação de conteúdos entre si, seguindo o novo conceito de Gestão Integrada de Conhecimentos em Rede.

Mapa em 3D da lua

Especialistas chineses anunciaram a conclusão do mapa de mais alta resolução da Lua, cobrindo toda a superfície do satélite e elaborado com as imagens tomadas pela primeira sonda lunar chinesa, Chang'e-1, informou nesta terça-feira (29) a agência oficial Xinhua. A Chang'e-1 foi lançada em outubro de 2007.


O mapa será utilizado pelos especialistas do país asiático para estudar as leis de formação geológica da superfície lunar e sua evolução.

O mapa "fixa as bases para o estabelecimento de futuros projetos científicos" da China na Lua, destacou o acadêmico Liu Xianlin, chefe da equipe de especialistas que realizou o trabalho cartográfico.


A sonda lunar consolidou mais de nove milhões de unidades de informação, com as quais os especialistas elaboraram um planisfério lunar de três quilômetros por píxel de resolução.

O programa espacial lunar da China se prepara para sua segunda fase, que inclui a colocação de um veículo na Lua para recolher amostras de solo e pedras.

terça-feira, 29 de setembro de 2009

Os impactos das mudanças climáticas

O Quarto Relatório de Avaliação do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC), divulgado em fevereiro de 2007, chamou a atenção dos meios de comunicação e alertou o público em geral de forma inédita sobre um dos mais preocupantes problemas na atualidade.

Mas, de acordo com uma nova análise, as estimativas do relatório podem ter sido modestas. O motivo é que tanto o ritmo como a escala das mudanças climáticas globais já teriam superado o que havia sido previsto há dois anos.

Os impactos estariam chegando mais rapidamente, segundo diversos indicadores, como a perda de gelo nas montanhas e no Ártico ou a acidificação dos oceanos. A conclusão é do relatório Climate Change Science Compendium 2009 (em inglês), divulgado no dia 24 pelo Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma).

Produzido por cientistas de diversos países, o relatório destaca a extrema importância de que a Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP15), que será realizada em Copenhague, na Dinamarca, de 7 a 18 de dezembro, chegue a um novo acordo global para o clima para vigorar com o fim do Protocolo de Kyoto, em 2012.


“A COP15 tem importância fundamental para a sobrevivência do planeta, pois só com um esforço coletivo do qual participem todos os países, desenvolvidos, emergentes e em desenvolvimento, será possível estabelecer metas elevadas de redução da emissão de gases de efeito estufa e, efetivamente, atingir essas metas dentro de 20 anos”, disse Carlos Alfredo Joly, professor titular do Instituto de Biologia da Universidade Estadual de Campinas e coordenador do Programa Biota-FAPESP.

O relatório do Pnuma destaca alterações por todo o planeta. Na Europa, além da aceleração do derretimento do gelo nos Alpes e Pirineus, há o aumento da aridez no solo que se espalha do Mediterrâneo para o norte e o deslocamento de espécies vegetais para altitudes mais elevadas.

Água mais ácida que pode corroer uma substância chamada aragonita, fundamental para o crescimento de corais e das conchas de moluscos, chegou à costa da Califórnia, décadas antes do que modelos haviam previsto.

O derretimento de glaciares e mantos de gelo nas regiões polares está mais rápido. No manto da Groenlândia, por exemplo, o derretimento observado recentemente foi 60% superior ao recorde anterior, em 1998.

O relatório destaca que novos estudos apontam que a elevação dos níveis do mar pode ser maior do que se estimava anteriormente. Os aumentos podem chegar a 2 metros até 2100 e de cinco a dezes vezes mais nos séculos seguintes.

“O Climate Change Science Compendium 2009 é um alerta: o tempo de hesitar acabou”, alertou Ban Ki-moon, secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU). “Precisamos que o mundo inteiro realize, de uma vez por todas, que a hora de agir é agora e que devemos trabalhar juntos para enfrentar esse desafio monumental. Esse é o desafio moral de nossa geração”.


O compêndio do Pnuma reúne e revisa dados obtidos por cerca de 400 estudos feitos nos últimos três anos. O objetivo, segundo os responsáveis pelo programa, não é substituir os documentos do IPCC – que prepara o quinto relatório de avaliação –, mas atualizar o mais recente deles.

“O conhecimento científico sobre as mudanças e previsões climáticas tem avançado muito rapidamente desde o relatório do IPCC de 2007”, disse Achim Steiner, subsecretário da ONU e diretor executivo do Pnuma.

“O Brasil é o único país que, em função de sua matriz energética, pode reduzir substancialmente a emissão de gases de efeito estufa sem que isso afete o seu desenvolvimento. Pelo contrário, para o Brasil, reduzir a taxa de emissão de gases de efeito estufa é sinônimo de um novo modelo de desenvolvimento, que tem como um dos sustentáculos uma economia de baixo carbono, baseada nos serviços ambientais da floresta e nos recursos gerados pelo uso sustentável da biodiversidade”, disse Joly à Agência FAPESP

A vida sem um espelho

Provavelmente você dá uma olhada no espelho antes de sair de casa. Dentro de um elevador de paredes espelhadas, é certo que aproveita para ajeitar a roupa ou o cabelo. As superfícies que refletem a luz são tão fáceis de ser encontradas no ambiente urbano que é difícil imaginar o quanto elas foram disputadas no passado.

Tudo indica que a primeira vez que o ser humano viu seu reflexo foi na água. Isso deve ter mudado em cerca de 3000 a.C., quando povos da atual região do Irã passaram a usar areia para polir metais e pedras. Esses espelhos refletiam apenas contornos e formas. As imagens não eram nítidas e o metal oxidava com facilidade.

Pouco mudou até o fim do século 13. Nessa época, o homem já dominava técnicas de fabricação do vidro, mas as peças eram claras demais, e por isso não tinham nitidez. Até que, em Veneza, alguém teve a ideia de unir o vidro a chapas de metal. "Os espelhos dessa época têm uma pequena camada metálica na parte posterior do vidro. Assim, a imagem ficava nítida, e o metal não oxidava por ser protegido pelo vidro", diz Claudio Furukawa, pesquisador do Instituto de Física da USP. Surgia assim o espelho como o conhecemos até hoje.

Mas este era um produto raro e caro. Os chamados espelhos venezianos eram mais valiosos que navios de guerra ou pinturas de gênios como o renascentista italiano Rafael (1483-1520). A democratização do artigo começou em 1660, quando o rei da França Luís XIV (1638-1715) ordenou que um de seus ministros subornasse artesãos venezianos para obter o segredo deles. O resultado pode ser conferido na sala dos espelhos do palácio de Versalhes.

Com o advento da Revolução Industrial, o processo de fabricação ficou bem mais barato e o preço caiu. "Mesmo assim", afirma o antropólogo da PUC-RJ José Carlos Rodrigues, "o espelho só se popularizou e entrou nas casas de todos a partir do século 20." (aventuras na história)

O peso da poluição

...Uma nova pesquisa reforça trabalhos anteriores ao apontar a poluição ambiental como uma das causas do baixo peso em crianças recém-nascidas. O estudo, feito por pesquisadores da Universidade de Taubaté (Unitau), em São Paulo, destacou o papel de poluentes – entre os quais ozônio e dióxido de enxofre – como fatores de risco para o baixo peso de bebês.


Os resultados foram descritos em artigo na revista Cadernos de Saúde Pública, da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca da Fundação Oswaldo Cruz.

Os autores do artigo são Luiz Fernando Nascimento, professor do Departamento de Medicina da Unitau, e o aluno de graduação Douglas Amaral Moreira. A pesquisa foi feita no âmbito do projeto “Análise espacial de agravos à saúde no vale do Paraíba”, que tem apoio da FAPESP na modalidade Auxílio a Pesquisa – Regular.

Diferentemente de estudos anteriores, que foram feitos em metrópoles como São Paulo, desta vez o foco foi uma cidade de médio porte, no caso São José dos Campos (SP), que tem cerca de 615 mil habitantes.

A pesquisa apontou que 3,95% dos recém-nascidos apresentaram redução no peso devido aos poluentes, principalmente ao ozônio. Segundo Nascimento, o recorte do estudo considerou apenas mães classificadas como saudáveis dentro dos critérios estabelecidos pelo Ministério da Saúde. Foram usados dados de 2.529 mulheres relativos a 2001..., continue lendo

Fotografia e Arte

Quando um fotógrafo cria uma foto que corresponde a visão criativa do artista, ele exprime com sucesso a história que conta. Aí então, a foto é considerada como uma arte fina. Entretanto, não existe nenhuma definição padrão e universal de arte fina. A satisfação de um artista fotógrafo pode ser tão variada como o gosto das pessoas nas diferentes culturas.

 As fotos artísticas são frequentemente únicas e tiradas por fotógrafos que se tornaram famosos no mundo da fotografia. Com o passar dos anos, as fotos artísticas e os fotógrafos evoluiram assim como a tecnologia que mudou a maneira de fotografar. A percepção da sociedade também mudou em relação ao que ela considera como fina arte.

Portanto, a fotografia artística é considerada como tal por cada indivíduo e por aquilo que as pessoas consideram como bonito. E’ o fotógrafo e o detentor da foto que decidem se a foto é um tesouro ou uma nulidade. Veja aqui uma coleção de fotografias de fina arte de 24 fotógrafos famosos .

segunda-feira, 28 de setembro de 2009

Quitutes e batuques - Ano da França no Brasil

O Ano da França no Brasil é uma iniciativa do governo dos dois países, com o objetivo de aprofundar as relações bilaterais no âmbito cultural, acadêmico e econômico.

Para isso, foram realizados centenas de eventos em todo o país, como exposições, shows, concertos, ciclos de cinema, seminários e festivais, que deram ao público brasileiro a oportunidade de acompanhar manifestações artísticas da França contemporânea e conhecer mais a fundo a cultura daquele país.

O primeiro Ano do Brasil na França, ocorrido em 2005, mobilizou mais de dois milhões de franceses e obteve um grande retorno dos mídia, atingindo os principais veículos de comunicação do país durante quase todo o ano. Como resultado, houve um aumento de 27% de turistas franceses no Brasil e mais de 450 milhões de dóllares em produtos brasileiros exportados para França.

A partir de amanhã uma caravana de artistas franceses aporta em Olinda, antecipando a programação do 5o Olinda Jazz. Parte integrante das ações do ano da França no Brasil. O evento  Quitutes e Batuques oferecerá diversas oficinas gratuitas. Veja a programação aqui.

Banco de dados França - Brasil

O Instituto de Estudos Avançados (IEA) da Universidade de São Paulo lançou no dia 24 a versão eletrônica do Banco de Dados França-Brasil “Mario Carelli” (BFB).


Agora podendo ser consultado pela internet, o BFB é um banco bibliográfico bilíngue sobre as relações culturais e científicas entre os dois países, com referências desde o século 16. Foi criado em 1987 na Casa das Ciências do Homem (MSH, da sigla em francês), por Mario Carelli, um dos maiores especialistas nas relações culturais França-Brasil.

A iniciativa teve o patrocínio dos ministérios do exterior francês e brasileiro e auxílio da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (Unesco).

Em 1988, a partir de um acordo de cooperação entre a MSH o IEA, o banco de dados foi instalado no Brasil. Para acolher e implementar o BFB, a reitoria da USP oficializou a criação do Núcleo de Pesquisa Brasil-França (Nupebraf), coordenado por Leyla Perrone-Moisés, professora emérita da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas.

Radios na Web

Deezer - O serviço, baseado na frança, permite que você crie diversas playlists e ainda recomenda lançamentos. É possível encontrar diversas versões da mesma música em seu sistema de busca. Qualidade da música é boa, mas alguns sons deixam a desejar. A função SmartRadio pode gerar até três horas de diversão baseado nas opções do usuário.


Last.fm - Um site clássico que já está há um bom tempo na rede. O sistema analisa suas preferências e as de seus contatos para oferecer opções coerentes de som. O sistema de recomendações também é sólido, indicanto tanto novas músicas quanto amigos.

Blip.fm - Similar ao Twitter, a Blip permite que você divulgue aos seguidores o que está escutando no momento. Além disso, os interessados podem fazer parte da sua rádio. A melhor parte á a fácil integração com o próprio Twitter, Facebook, Friendfeed e tombar, entre outros.

Radio3net - Música de primeira dos anos 50 pra cá!

SoundCloud - O serviço permite que músicos profissionais enviem seu material para a rede, onde ele pode ser apreciado por outros usuários. A troca de contatos e sugestões feitas pelos integrantes da rede é um bom recurso do SoundCloud.

domingo, 27 de setembro de 2009

Sacolas plásticas insustentáveis

O Brasil consome em média 33 milhões de sacolas plásticas por dia, um bilhão por mês, 12 bilhões por ano. São números absolutamente impressionantes, que dão uma idéia do monumental desperdício e do impacto ambiental causado pelas prosaicas sacolinhas que recebemos a cada vez que vamos ao supermercado. Praticamente não existe um lugar aonde vamos sem encontrar uma delas, enroscada em galhos de árvores, entupindo bueiros, voando jogada pelos ventos. Ou matando mais de 100 mil animais por ano no mundo.


O Ministério do Meio Ambiente e a rede de supermercados Wal-Mart estão desenvolvendo a campanha “O saco é um saco”, para chamar a atenção dos consumidores para estes números incríveis e estimular soluções ecologicamente mais sustentáveis. Aliás, o impacto das sacolas começa no processo de produção, já que são feitas a partir de petróleo ou gás naturais. Isso para produzir um artigo absolutamente descartável.

A campanha quer estimular os consumidores a dizer “não” ao uso de sacolas plásticas e adotar alternativas, como sacolas reutilizáveis ou alguma outra alternativa. No meu caso, peço que os produtos que compro sejam acondicionados, sempre que possível, em caixas de papelão. Outra coisa que estou pensando em adotar é comprar um engradado de plástico e usá-lo de forma permanente para trazer os produtos que compre.

O site do Ministério do Meio Ambiente dedicado à campanha está cheio de informações interessantes e traz muitas dicas sobre como escapar do uso das onipresentes sacolinhas de plástico. (sustentanews).

Veja abaixo, o vídeo da campanha.

Dicas semanais de sites

Como tudo funciona: versão brasileira do How Stuff Works, é o site para os curiosos que querem saber como as coisas funcionam nas mais diversas áreas como saúde, eletrônicos, ciência, carros e outros.


Confiômetro: site que reúne relatos dos consumidores sobre as empresas web, local ideal para checar se uma empresa é confiável na hora de fazer uma compra web.

Eusigo: versão brasileira do WeFollow, o site agrega os usuários do Twitter em categorias ou tags, ordenando pela quantidade de seguidores. Diretório interessante para encontrar pessoas para seguir de uma determinada área ou assunto.

Conveythis: a partir desse site você cria facilmente um botão para traduzir a sua página para 40 línguas diferentes, basta copiar o código gerado e colar no site.

Check My Colour: como o nome sugere, o site checa as cores da sua página, basta escrever a sua URL e o Check My Colour irá dizer os erros cometidos quanto a contraste e legibilidade. Uma ferramenta útil para designers que não querem cometer erros que as vezes passam desapercebidos.

sábado, 26 de setembro de 2009

A ilha habitada mais remota da terra

Tristão da Cunha está localizada a 37º Sul e 12º Oeste, a 2.000 km de Santa Helena e a 2.800 km do Cabo da Boa Esperança, na África do Sul, que fica no continente mais próximo. Tristão da Cunha tem forma circular, com cerca de 10 km de diâmetro e área total de apenas 78 km2. Como em qualquer país do Hemisfério Sul, Tristão da Cunha tem verão de dezembro a março e inverno de junho a setembro. Durante os meses de inverno, o pico vulcânico central de Tristão, que chega a 2.010 m de altitude, fica coberto de neve. Tristão da Cunha, a ilha principal, é a única habitada da cadeia. As outras ilhas que formam o arquipélago - Nightingale, Stotenhof, Gough, Middle e a apropriadamente chamda Inacessível - não são populadas por humanos.


Tristão da Cunha, com 270 habitantes, é considerada a mais remota ilha habitada do planeta. Mas nos séculos 17 e 18, o arquipélago estava na rota marítima preferida para o Cabo da Boa Esperança e o Oceano Índico. As ilhas Tristão da Cunha foram descobertas pelo explorador português de mesmo nome durante uma expedição ao Cabo da Boa Esperança, em 1506. Em 1643, a primeira tripulação registrada, o Dutch Heemstede, aportou em tristão para reabastecer suprimentos. Em 1650 e 1669, o Dutch iniciou esforços para explorar a ilha como uma base, mas logo abandonou a idéia, talvez pela falta de um proto seguro em Tristão.

Hoje Tristão é classificada como território marítimo do Reino Unido, e todos os seus residentes são cidadãos britâncios. Os moradores de Tristão da Cunha vivem no assentamento de Edinburgh e compartilham apenas oito sobrenomes. Tristão tem uma escola, um hospital, um posto de correio, um museu, um café, um pub, uma loja de artesanato, um centro comunitário e uma piscina. A ilha é financeiramente auto-suficiente,e os moradores ganham a maior parte de sua renda com pesca e, estranhamente, venda de selos postais. Um oftamologista e um dentista são enviados pelo Reino Unido uma vez por ano. Como não há aeroporto em Tristão, navios de cruzeiros ocasionalmente visitam a ilha. (howstuffworks)

Vacina contra AIDS apresenta resultados

Em um teste envolvendo mais de 16.000 adultos na Tailândia, vacina contra a infecção causada pelo vírus HIV mostra resultados.


Esta foi a primeira vez que uma vacina experimental demonstrou capacidade de prevenir infecções do HIV e, segundo dados divulgados pelo exército americano, principal patrocinador da pesquisa, a vacina é segura e 31% eficiente em evitar o contágio do vírus causador da AIDS.

Os resultados são animadores, pois a AIDS, como se sabe, ainda não tem cura. Segundo dados da Organização Mundial de Saúde, mais de 33 milhões de pessoas estavam infectadas pelo vírus HIV em 2007. Naquele ano, foram 2,7 milhões de novos casos, e dois milhões de mortes em decorrência da doença.


O estudo Thai Phase III HIV, também conhecido como RV144, começou em outubro de 2003 com voluntários das províncias tailandesas de Rayong e Chon Buri. Os 16.402 homens e mulheres tinham idades entre 18 e 30 anos e apresentavam diferentes níveis de risco para o contágio de HIV.

O grupo foi dividido em duas partes: uma testaria duas drogas experimentais, enquanto a outra receberia apenas um placebo – ou seja, uma vacina sem nenhum medicamento. As duas vacinas verdadeiras eram a ALVAC-HIV, desenvolvida pela empresa francesa Sanofi Pasteur, e a AIDSVAX B/E, desenvolvida pela americana Vaxgen Inc e licensidada pela Global Solutions for Infectious Diseases (GSID). As duas se baseiam no subtipo B e E do HIV, que normalmente circulam na Tailândia.

O grupo das duas vacinas, e seus respectivos grupos de placebo, receberam doses da vacina a intervalos específicos de tempo e, a cada seis meses, por um período de três anos, fizeram testes de HIV. A cada visita clínica, os voluntários eram novamente orientados na prevenção da doença.

Na análise final, 74 dos 8.198 do grupo do placebo estavam infectados, contra 51 dos 8.197 participantes que receberam a vacina. Esse nível de prevenção foi considerado estatisticamente relevante – apesar de a vacina não ter tido efeito algum na quantidade de vírus encontrada no sangue dos voluntários que adquiriram HIV durante o estudo.


Mais pesquisas são necessárias para entender como a vacina reduz o risco de infecção. O estudo foi liderado por Supachai Rerks-Ngarm, ministro do Departamento de Saúde Pública para Controle de Doenças da Tailândia, e patrocinado pelo exército americano, pelo Institudo Nacional de Alergiais e doenças Infecciosas dos Estados Unidos, pela Sanofi Pasteur e pela GSID.

Enquanto trabalham para determinar quais são os próximos passos do estudo, pesquisadores têm uma certeza: a descoberta representa um grande passo na pesquisa de vacinas para a AIDS.

A AIDS, ou Síndrome da Imunodeficiência Adquirida, é um termo aplicado aos estágios mais avançados da infecção pelo vírus. Ela é definida pela ocorrência de qualquer uma das mais de 20 doenças oportunistas ou cânceres relacionados ao HIV que aparecem devido ao enfraquecimento do sistema imunológico.

A África Subsaariana é, disparado, a região do mundo mais afetada. A ONU estima que, lá, apenas 2,12 milhões de pessoas recebam tratamento contra o vírus, de um total de mais de 7 milhões de infectados. Na América Latina, de um total de 560 mil pessoas que precisam de tratamento, 360.000 recebem medicação.
(info)

Azeite extra virgem português

1 Andorinha Vintage 2009

Produtor: Grupo Sovena
Região: Portugal
Importador: Bunge Alimentos
Blend: não informado
Acidez máxima: 0,3%
Preço: R$ 23 (250 ml)

Marca criada pelo grupo Sovena somente para exportação, o Andorinha tem no Brasil seu maior mercado. Para se destacar entre seus produtos mais tradicionais, eles resolveram criar os Vintage. Este 2009, por estar bastante fresco (a data de envasamento é recente), surpreendeu. Trata-se de um bom frutado leve. Seus aromas lembram tomate, maçã verde e tons herbáceos, com cheiro bem delicado. É um óleo relativamente complexo, pois apresenta amargor, picância e também uma sensação levemente adocicada. Pode harmonizar-se desde saladas até peixes.

2 Companhia das Lezírias
Produtor: Companhia das Lezírias
Região: Ribatejo, Portugal
Importador: D'olivino
Blend: Arbequina e Cobrançosa
Acidez máxima: 0,3%
Preço: R$ 39 (500 ml)

Apesar de tradicional em vinhos e de plantar oliveiras desde 1910, o business de azeites da Companhia das Lezírias é novo - com olivares plantados há quatro anos, produzindo as portuguesas Galega e Cobrançosa, e a espanhola Arberquina. Este óleo é feito com esta variedade estrangeira e a Cobrançosa. No aroma, apresenta tons herbáceos. Possui um sabor mais amendoado (de azeitonas colhidas mais maduras) e pouco picante. Um azeite bom para saladas com verduras mais leves, com tomate, alface, e também com legumes cozidos.

3 Fonte Mouro
Produtor: Sociedade Agrícola Monte Novo e Figueirinha
Região: Beja, Portugal
Importador: D'olivino
Blend: Galega, Cordovil e Cobrançosa
Acidez máxima: 0,4%
Preço: R$ 30 (500 ml)

Do mesmo produtor do Herdade da Figueirinha (já avaliado por ADEGA) e que produz vinhos de mesmo nome (Fonte Mouro), da região do Alentejo. Um blend das variedades Galega (a mais tradicional de Portugal), Cordovil e Cobrançosa. É um azeite bem leve (frutado) nos aromas e sabores. Apresenta pouca picância, e um bom amargor na língua. É um bom acompanhamento para saladas, especialmente com verduras mais amargas como endívia, radiccio etc.

4 Herdade do Esporão Seleção
Produtor: Herdade do Esporão
Região: Alentejo, Portugal
Importador: Qualimpor
Blend: Galega, Cordovil e Verdeal
Acidez máxima: 0,4%
Preço: R$ 36 (500 ml)

Tradicional pela produção de vinhos, desde 1997 a Herdade do Esporão também se dedica aos azeites. Recentemente, a marca lançou novas embalagens no Brasil. Este Seleção, de bela garrafa estilizada negra (que protege o líquido da luz), apresenta um suave aroma, que lembra maçã verde. Na boca, é bastante amargo e pouco picante. Harmoniza-se muito bem com saladas de verduras mais amargas (lembrando que as combinações de azeite com comida são sempre por similaridade de paladar e nunca por contraste), e também com pratos preparados com carnes brancas.


5 La Morenita
Produtor: Sociedade Industrial e Comercial de Azeites
Região: Estremoz, Portugal
Importador: Napolitano
Blend: não informado
Acidez máxima: 0,8%
Preço: R$ 17 (500 ml)

Para acompanhar fazer frente à inusitada situação do nome espanhol em azeite português, seu aroma é bastante exótico e lembra maracujá. Isso mesmo, algo raro. É um óleo com bom amargor e picância bem leve. Como apresenta um pouco de acidez no palato, acompanhará bem um peixe marinado preparado com tempero de limão, um cebiche (ou ceviche), por exemplo.

6 Rosmaninho

Produtor: Cooperativa Olivicultora de Valpaços
Região:Trás-os-Montes, Portugal
Importador: Dan-Bru
Blend: Verdeal, Madural e Cobrançosa
Acidez máxima: 0,3%
Preço: R$ 20 (500 ml)

Da DOP (Denominação de Origem Protegida) de Trás-os-Montes, que representa a maior parte da produção de azeites portuguesa - exatamente com os olivares das variedades do blend deste óleo: Verdeal, Madural e Cobrançosa. Também um frutado leve, este extravirgem tem um aroma sutil, que lembrou funghi e apresentou uma nota de untuosidade. Apresenta bom amargor e picância (polifenóis) bem leve. Segue bem com saladas verdes e amargas.

7 Triunfo
Produtor: Manuel da Silva Torrado, SICA
Região: Alentejo, Portugal
Importador: Casa Flora
Blend: Galega, Cobrançosa, Verdeal, Cordovil etc
Acidez máxima: 0,7%
Preço: R$ 15 (500 ml)

Também produzido e embalado pelo grupo SICA (Sociedade Industrial e Comercial de Azeites), com sede em Estremoz, no Alentejo. Como todos os portugueses avaliados, também é um frutado leve. O aroma contém toques herbáceos bem sutis. Sente-se uma verdura no nariz, que lembra chicória. Ele é pouco amargo no palato, mas bastante picante (talvez o mais picante - que representa a presença de polifenóis - entre os portugueses provados). Por conta disso, este extravirgem combinará bem com alimentos mais condimentados, como cozidos à portuguesa, por exemplo.

8 Vila Flor Gold Reserve
Produtor: Dumércio Comércio Internacional
Região: Trás-os-Montes e Alto Douro, Portugal
Importador: Casa Flora
Blend: Cordovil, Verdeal e Madural
Acidez máxima: 0,5%
Preço: R$ 17 (500 ml)

A linha Vila Flor tem diversos azeites, varietais e blends. Este é uma mistura de três olivas: Cordovil, Verdeal e Madural; das regiões do Alto Douro e Trásos- Montes. Este óleo, de aroma herbáceo bem discreto, é, contudo, bastante amargo (lembrando, mais uma vez, que amargor não é defeito) e pouco picante. E, já que é um azeite português, vale uma combinação típica com a famosa "sopa de grelos" ou outras sopas preparadas com legumes mais amargos da região do Minho, por exemplo.

sexta-feira, 25 de setembro de 2009

Google fast flip, mais uma maneira de ler notícias na Web


O Google lançou recentemente o seu flip. O modo interativo de "folhear" as notícias na web. As notícias apresentadas no site, são capturadas de diversos outros sites e apresentadas de modo ágil como sendo uma página de jornal ou revista. Para quem gosta de estar atualizado com o que anda acontecendo pelo mundo eis aí uma boa maneira de ficar up-to-date.
Nesta fase inicial as notícias em inglês predominam, mas como o lema do Google é conquistar o mundo, breve manchetes tupiniquins deverão estar desfilando na tela do Google Fast Flip.

Quem tem Maptor vai a Roma e muito além

Criado na Coréia do Sul por Jin-Sun Park e Seon-keun Park, Maptor é um acessório indispensável para travessias por caminhos desconhecidos em qualquer lugar do mundo.


Tem o formato de uma pequena lanterna e é um aparelho GPS, que exibe mapas usando um micro projetor interno.

 Os mapas podem ser projetados sobre qualquer superfície plana, até mesmo na palma da mão. Utiliza a base de dados do Google Maps e no mapa projetado uma seta vermelha aponta exatamente o lugar onde a pessoa está.

Os controles do Maptor são simples mas completos: comando de liga/desliga e uma tecla que comanda as opções de zoom e ampliação geral da tela. Funciona com pilhas e vem com Bluetooth para facilitar o download dos mapas. Detalhe ecológico: a estrutura externa do Maptor é toda feita com plástico biodegradável.


Os inventores garantem que as imagens são visíveis com muita nitidez mesmo em plena luz do dia. Já se pode imaginar o desenvolvimento dessa tecnologia para apresentações PowerPoint, dispensando o uso de projetores tipo datashow.
Por enquanto não há previsão de comercialização do Maptor no Brasil.
Do colaborador André Barroso

quinta-feira, 24 de setembro de 2009

Regiões de Enoturismo nos Estados Unidos

Vale do Napa, Califórnia


A capital Americana do vinho indiscutivelmente é essa. Essa região ganhou reputação graças aos seus grandes vinhedos e vinhos mundialmente conhecidos. O cenário deslumbrante do vale serve como plano de fundo para tanto para os grandes quanto para os pequenos produtores.

Sonoma, Califórnia

Protegida das chuvas por grandes montanhas, Sonoma tem um clima ideal para a maturação das uvas. A vizinha do Napa é menor em termos de produção, mas tem vinhos de alta qualidade e vistas encantadoras.

Vale do Willamette, Oregon

Oregon produz bem menos vinhos que a Califórnia, mas se distingue por suas diversas variedades de uvas, como a excepcional pinot noir. O vale, um dos maiores de Oregon, tem mais de 200 charmosas adegas, e é considerado o centro da indústria de vinhos do estado.

Vale Yakima, Washington

A região produtora mais antiga de Washington pode ser abrigo de diversas variedades de uvas, incluindo a chardonnay e a shiraz. Metade da produção de vinho de Washington vem de Yakima, que ainda tem lindos campos.

Roseburg, Oregon

Localizado no sul do Vale do Willamette, Roseburg tem um clima ligeiramente mais quente que o de outras áreas e guarda um cenário natural impressionante. A variedade pinot noir é a primeira na região, mas outras também podem ser encontradas.

Vale do Okanagan, Columbia Britânica

As variedades pinot noir e merlot são fáceis de serem achadas na região, mas o grande triunfo de lá são os "vinhos do gelo". A região, a maior do Canadá, ainda é conhecida por seus lagos translúcidos e refrescantes.

Tempestade de areia na Austrália

O litoral leste da Austrália foi atingido por uma enorme tempestade de areia, a maior dos últimos 70 anos. Uma nuvem gigante de areia vinda do deserto australiano invadiu Sidney recobrindo a metrópole com uma camada alaranjada sobrenatural. Diversos vôos internacionais tiveram que ser desviados, o porto ficou fechado durante várias horas e muitas pessoas estão sofrendo de problemas respiratórios. Veja aqui 26 fotos da tempestade e também um vídeo da televisão chinesa.

Na imensidão da Namíbia

...Namíbia é um país de horizontes grandes, de um céu imenso, um país de paisagens sinônimas à vastidão. Quem se sente mal se não estiver cercado de milhares de pessoas, tráfego intenso e poluição, deve se dizer que é um país de solidão. Até porque tem uma das densidades populacionais mais baixas do mundo (2,4 habitantes por km2). Isso, a meu ver, dá ao país uma característica muito especial, um patamar onde dispõe da riqueza singular de ter pouca gente.

Mas na visão da grande maioria da nossa espécie, que conta riqueza em $$$, a Namíbia também faz jus ao apelido de "Africa's Gem", pela quantidade de pedras preciosas (especialmente diamantes) e recursos minerais (especialmente urânio) escondidos debaixo de seu solo seco..., continue lendo.

Arte em melancias

Takashi Itoh, de 33 anos, leva até 90 minutos para produzir esculturas bem originais. Mas esqueça os tradicionais materiais, como pedras e madeira: ele utiliza melancias! As figuras que Itoh cria vão de flores a um retrato em 3D do pintor holandês Vincent Van Gogh.

O japonês começou a esculpir as frutas em 2001, inspirado por uma viagem de férias à Tailândia.

“Qualquer um pode aprender, só é preciso um pouco de paciência”, diz. “O fato de as melancias serem coloridas e grandes me proporciona a possibilidade de formar figuras bastante atraentes”, completa.

Itoh cria sua arte com uma pequena faca tailandesa e costuma deixar seus trabalhos expostos por até dois dias – o quanto duram, antes de estragar. “Minhas escultura favorita é o símbolo japonês para o número 11, que é representado por uma ave e uma tartaruga. Acredita-se que esse número traga sorte e fortuna a quem o esculpe”, afirma. Confira matéria do jornal inglês The Sun.

quarta-feira, 23 de setembro de 2009

Renoir no Século XX, uma exposição

"Estou começando a saber pintar. Precisei de 50 anos de trabalho para chegar a este resultado, que ainda é incompleto!" A frase é de Pierre-Auguste Renoir quando tinha 72 anos, em 1913. É com esta frase que os visitantes são acolhidos na exposição « Renoir no século XX » do Grand Palais em Paris, de 23 de setembro até 4 de janeiro, organizada em conjunto pela Réunion des Musées Nationaux, Musée d’Orsay, Los Angeles Conty Museum of Art e Philadelphia Museum of Art. O evento visa  descobrir ou redescobrir as obras pouco apreciadas do mestre Renoir. Ao percorrer a exposição de redescoberta de Renoir, o visitante descobrirá 200 obras entre as quais 80 quadros, esculturas, esboços, fotografias, etc. Na ocasião em que Renoir disse esta frase, a Galeria Bernheim-Jeune em Paris, estava apresentando uma exposição consagrada as suas obras, entre as quais os grandes nus pintados na virada do século XX. No início dos anos 1890, Renoir ligado ao impressionismo, tenta um novo caminho e inventa uma arte clássica e decorativa. Ele recusa de forma dominante o mundo moderno, e sua arte se enche de mulheres sensuais tomando banho. Numa época em que o cubismo e a abstração estavam em pleno desenvolvimento, o mestre define um ponto de equilíbrio entre tradição e inovação. Da correspondente do blog em Montpellier.

The top 250 best movies (clique para ampliar)


China se preparando para comemorar o 60° aniversário

Desde alguns meses os funcionários e cidadões chineses vêm se preparando para a comemoração do 60° aniversário da fundação da República Popular da China no dia 1° de outubro. A cada dez anos, parte da cidade de Pequim fecha para os ensaios da parada militar, dos shows, das diversas performances artísticas, dos fogos de artifício… O esquema de segurança é importante e diz respeito não apenas as pessoas como aos equipamentos. Veja aqui, uma série de 37 fotos tiradas nas últimas semanas durante a preparação dos festejos do dia nacional chinês.

Peças metálicas com memória voltam ao formato original depois de deformadas

Nada parece ser mais útil durante uma reunião de trabalho do que um clipe de papel. Basta em olhar em volta da mesa para ver que a grande maioria dos participantes está mais envolvida em esticar o pequeno pedaço de metal do que em prestar atenção em quem está falando.


Felizmente, até mesmo as reuniões mais enfadonhas acabam. E se, em vez de jogar no lixo o monte de clipes destruídos, fosse possível inserir todos em um pequeno recipiente com água quente e todos voltassem ao seu formato original, prontos para a próxima reunião?

É justamente isto o que está fazendo uma equipe de engenheiros alemães do Instituto de Mecânica dos Materiais (IWM). Eles não estão preocupados exatamente com os clipes de papel, mas com um tipo de metal com memória - se uma peça fabricada com estas ligas se deformar, elas voltam ao formato original com um pequeno aumento de temperatura.


Essas ligas, chamadas SMA (Shape Memory Alloys ou ligas com memória de formato), são conhecidas há bastante tempo, já tendo sido utilizadas em pesquisas com robôs e até na indústria automotiva. Há muitas outras possibilidades de aplicação, mas nem sempre é fácil prever o que vai acontecer com essas ligas e suas memórias.

As características estruturais dessas ligas com memória são extremamente complexas, fazendo com que o desenvolvimento de cada peça exija um exaustivo e caro processo de tentativa e erro, até que o componente fique operacional com as características desejadas.

Este problema agora foi resolvido com um simulador do comportamento das ligas com memória. "A simulação numérica que nós desenvolvemos já responde várias questões no início do trabalho, muito antes de construirmos o primeiro protótipo," diz o engenheiro Dirk Helm, do Instituto Fraunhofer, na Alemanha.


O simulador já demonstrou seu valor ao permitir que os engenheiros desenvolvessem vários objetos, entre os quais um minúsculo fórceps para endoscopia. Normalmente, esses microfórceps somente podem ser fabricados usando juntas. Como poderia um componente tão pequeno ser produzido em tais dimensões, mantendo sua elasticidade e a possibilidade de rápida esterilização e não possuir juntas?

O simulador deu a resposta, fornecendo as características mais importantes do componente, como a resistência do metal e a força resultante do próprio fórceps. Até a durabilidade do instrumento foi previsto com antecedência. "Usando as simulações, nós pudemos saltar etapas, evitando a construção de inúmeros protótipos. Isso representou uma economia muito grande porque as ligas metálicas com memória são muito caras e difíceis de trabalhar," disse Helm. (inovaçãotecnológica)

Fenômenos da natureza

As clássicas maravilhas da natureza são grandes e difíceis de faltar - grandes canyons, montanhas gigantes... Entretanto, muitos dos fenômenos mais fantásticos da natureza são difícies de serem percebidos. Alguns deles são incrivelmente raros e outros localizados em lugares inacessíveis do planeta. Descubram aqui, os mais espetaculares e maravilhosos fenômenos da natureza, desde rochedos em movimentos, nuvens gigantes, marés vermelhas até arco-iris de fogo. Veja aqui interessante matéria (em inglês).

terça-feira, 22 de setembro de 2009

Oktoberfest 2009, em Munique

Sábado passado, dia 19 de setembro, foi inaugurado em Munique, na Alemanha, o 176° Oktoberfest pelo prefeito da cidade - Christian Ude, que abriu ao meio-dia o primeiro barril de cerveja, ao grito « O’zapft is !” que em português seria algo como "Está feita a sangria!". Neste ano, estima-se que o festival, cujo nome Oktoberfest significa em alemão, "Oktober" outubro, e "Fest", festa ou festival, acolherá mais de 6 milhões de visitantes até o dia 4 de outubro. O tradicional litro de cerveja custará 8 euros ou seja 21 reais e a grande novidade será o iPhone apps, que inclue entre outras funções um dicionário e com o qual você poderá calcular até o índice de álcool no sangue. Veja aqui, 31 fotos dos dois primeiros dias do festival Oktoberfest 2009 e navegue no blog do festival. Assista ao vídeo do festival e veja imagens interessantes da abertura do evento.

Catador de lixo do futuro

Desenvolvido na Inglaterra e já em funcionamento nas ruas de Londres, um novo veículo faz a coleta de lixo e ao mesmo tempo neutraliza a emissão de CO2 na natureza.
Aliado ao fato de que um levantamento recente revelou que as empresas que mais se esforçam no combate à emissão de CO2, são empresas da área de tecnologia, o futuro promete gratas susrpresas no lançamento de novas tecnologias e equipamentos nas questões ambientais. Veja abaixo, um vídeo sobre o catador de
L(i)uxo (em inglês).

Novo acordo ortográfico da lingua portuguesa na íntegra

Explore o espaço no PC com o WorldWide Telescope

O WorldWide Telescope reúne milhares de imagens do céu. Para quem gosta de astronomia, o programa cumpre o que promete: transformar-se em um telescópio virtual. Fácil de usar, traz coleções de objetos celestes, que podem ser acessadas com poucos cliques.

O usuário também para definir o local onde está e ver o céu naquele exato momento, com todas as constelações. Viu uma mancha perto de alguma estrela? é só usar a rodinha do mouse para dar zoom e conferir se se trata de uma galáxia ou de uma nebulosa, por exemplo.

Na base de dados do WorldWide Telescope estão fotos tiradas pelos telescópios orbitais Hubble, Spitzer e Chandra, além de registros feitos por observatórios terrestres. O aplicativo ainda não tem versão em português. Faça o download aqui. (info)

segunda-feira, 21 de setembro de 2009

21 de setembro, dia da árvore - depende de nós!

Americana volta a enxergar após implante de dente no olho

...Uma americana de 60 anos de idade voltou a enxergar após nove anos graças a uma técnica cirúrgica inusitada.

A operação inédita nos Estados Unidos foi realizada por uma equipe de especialistas da Escola Miller de Medicina, da Universidade de Miami, na Flórida.
Os médicos utilizaram um dente para atuar como uma espécie de âncora de sustentação para uma prótese de lente, que permite que a paciente volte a enxergar.
O complicado procedimento cirúrgico prevê a extração de um dente do paciente, a abertura de um buraco no dente e a inserção da lente no buraco.
A prótese formada por lente e dente é, então, implantada no olho da paciente..., continue lendo e veja o vídeo. (bbc)

Entrevista : Fernando Henrique Cardoso

...Fernando Henrique Cardoso é dono de uma biografia extraordinária. Sociólogo brilhante, como político teve papel relevante na redemocratização do país, criou o Plano Real, foi o primeiro presidente da República reeleito da história do Brasil e hoje é presidente de honra do PSDB. Agora, aos 78 anos, decidiu jogar o peso de sua imagem em favor de uma causa polêmica, a descriminalização da maconha, tema do documentário Rompendo o Silêncio, que aceitou estrelar e que será dirigido pelo jovem Fernando Grostein Andrade (diretor de Coração Vagabundo, sobre Caetano Veloso). O documentário só será lançado depois das eleições presidenciais. FHC afirma que nunca fumou cigarros comuns, tampouco os de THC, tetra-hidrocanabinol, a substância psicoativa da maconha..., leia aqui, entrevista à veja.

21 de setembro, dia da árvore

Plantar uma só árvore pode fazer alguma diferença para o planeta? Sim. Ainda que uma muda de árvore pareça pequena demais para isso, ela pode virar uma grande árvore e render frutos - tanto no sentido literal quanto em forma de benefícios para o meio ambiente. Tentando compensar o acelerado ritmo do desmatamento em todo o mundo, muita gente vem plantando mudas de árvores pelas cidades. Veja aqui, em uma animação, como plantar a sua árvore e aproveite para conhecer um interessante portal sobre sustentabilidade

O novo boeing 787


O esperado lançamento no novo avião da Boeing, o 787, ainda deve demorar um pouco. O revolucionário veículo, feito de ligas de carbono, já está com dois anos de atraso para seu lançamento, e seu primeiro teste de voo deve acontecer no final de 2009.


Enquanto isso, a Boeing aguarda para que os testes comprovem suas promessas de maior eficiência e menor gasto de combustíveis e melhor conforto para os passageiros. “Este avião é uma revolução”, afirma Dennis O’Donogue, vice-presidente de testes e avaliações da Boeing.

A construção do 787 reúne empresas aeroespaciais de todo o mundo, e está sendo planejada desde 2003, quando a demanda para melhor eficiência no uso do combustível começou a preocupar mais as empresas.


Parte da revolução do 787 é a sua composição, que é feita com materiais mais leves que o alumínio, material mais usado na construção de aviões atualmente. Essa maior leveza do avião permite que o consumo de combustível seja 20% menor e que o avião seja mais silencioso. Além disso, o material requer menos manutenções, que vão acabar custando até 30% menos que em um avião comum.

Para completar, o Boeing 787 terá uma “arquitetura aberta”, ou seja, o seu interior poderá passar por modificações sem tantos problemas quanto em um avião atual. A “família” do 787 terá três componentes: o 787-8, que poderá levar até 250 passageiros, o 787-9, que suportará até 290 pessoas, e o 787-3, que poderá viajar com 330 pessoas.

O 787-8 deve ser entregue até 2010, e o 787-9, até 2013. O 787-3 ainda não tem uma data de previsão para entrega. (Reuters) - veja aqui mais imagens ilustrativas.

Entendendo a computação nas nuvens

Você tem ouvido bastante o termo “cloud computing” ou “computação na nuvem” nos últimos tempos. Mas o que há de tão interessante nisso? É realmente uma novidade tão importante que afeta nosso dia-a-dia?

A resposta curta é sim. A computação na nuvem reúne várias tecnologias que você vem utilizando de diversas formas há um bom tempo e não tem do que se preocupar.
Existem várias definições, das simples até as mais complexas, passando, como sempre, pelas fantasiosas e as inverossímeis. Algumas delas dão a ideia prática e simples: armazenar informação em datacenters e poder usar programas remotos para manipulá-la (Google, Amazon, Microsoft etc.).
Isso é verdadeiro, mas também deixa de fora a parte mais interessante. Para isso, vamos tentar explicar “o que tem na nuvem”..., continue lendo.

Realidade virtual ajuda cegos a mapear mundo


Um grupo de pesquisadores está utilizando recursos de realidade virtual para ajudar os cegos a voltar ao mundo real, navegando por lugares reais.

Pesquisadores da Universidad de Chile e da Harvard Medical School estão usando três jogos de computador baseados em som que permitem que jogadores naveguem por um labirinto, um sistema de metrô e edifícios reais, com base em indicações auditivas.


"O jogo funciona, essencialmente, pela interpretação de informações geradas por sons espectrais, tais como pegadas e batidas à porta", disse Lotfi B. Merabet, do Beth Israel Deaconess Medical Center e Harvard Medical School e co-autor de "AER Journal: Research and Practice in Visual Impairment and Blindness."

"O jogador usa um teclado para se mover e interagir com o mundo virtual. Por meio de interação sequencial com um ambiente virtual em 3D, o usuário aprende a construir um mapa cognitivo espacial daquilo que o cerca", explicou.

O objetivo é desenvolver jogos com base em sons que ajudem crianças cegas a desenvolver capacidades espaciais, cognitivas e sociais.

"Nós nos concentramos em desenvolver o software de jogo como ferramenta de reabilitação, de forma a permitir que usuários deficientes visuais avaliem edificações desconhecidas virtualmente antes de percorrê-las na vida real, e também conduzimos estudos com imagens de ressonância do cérebro para determinar de que maneira os cérebros de indivíduos cegos realizam essa tarefa", disse Merabet.


De acordo com a Organização Mundial de Saúde, existem cerca de 314 milhões de deficientes visuais no mundo, 45 milhões dos quais cegos.

No momento, há mais de 50 jogos baseados em sons disponíveis para os cegos, de acordo com Kelly Sapergia, que resenha jogos criados por e para os cegos no programa de rádio "Main Menu", do American Council of the Blind.

Ela diz que eles variam de fliperama a jogos do estilo "Space Invaders", passando por "GMA Tank Commander", um game que permite que o usuário dirija um tanque e dispare diversas armas contra os inimigos.

domingo, 20 de setembro de 2009

60 anos da primeira feira literária mundial


A principal feira de literatura do mundo abriu suas portas pela primeira vez em 18 de setembro de 1949, em plena época de reestruturação econômica da Alemanha. O país renascia das cinzas da Segunda Guerra Mundial.

Desde o tempo de Gutenberg, Frankfurt é considerada a capital europeia do livro. Mesmo assim, por razões políticas, a feira do livro, que tradicionalmente ocorria nessa cidade, foi transferida para Leipzig, no leste do país, no século 18.


Com o fim da Segunda Guerra Mundial e a divisão da Alemanha, em 1949 Frankfurt voltou a ser instituída como sede do grande evento cultural.

Outro aspecto relevante para a escolha de Frankfurt como centro das atenções literárias foi a mudança de grandes editoras alemãs – como a Suhrkamp, a Insel e a Brockhaus – para o oeste alemão.
Assim como os demais setores econômicos, a indústria editorial enfrentava grandes dificuldades nos primeiros anos depois da guerra. Todo o país estava sendo reconstruído e, com isso, o poder aquisitivo era bastante restrito. Justamente por dispor de pouco dinheiro, o consumidor preferia gastar em alimentos e vestuário.

Mesmo com todas as dificuldades, a primeira feira, realizada na Igreja de São Paulo (Paulskirche), teve mais de 200 expositores, já com representantes internacionais. Ela durou seis dias e recebeu cerca de 15 mil visitantes.


No ano seguinte, a Associação do Comércio Livreiro Alemão instituiu o Prêmio da Paz, numa tentativa de "conciliação da Alemanha com o mundo, após as atrocidades cometidas pela ditadura nazista". O primeiro agraciado, em 1950, foi o escritor Max Tau. Entre grandes nomes da literatura que receberam o prêmio estão Hermann Hesse, Astrid Lindgren, Mario Vargas Llosa e Jürgen Habermas.

Na sua quinta edição, em 1953, o número de participantes estrangeiros já era maior que o de alemães, consagrando a Feira do Livro de Frankfurt como ponto de encontro da literatura mundial. Ao mesmo tempo em que cresce sua importância econômica, ela não quer ser apenas uma exposição de livros, e sim plataforma de discussão cultural, oferecendo uma série de atividades paralelas.

Neste ano de 2009, a literatura chinesa será o destaque da feira. (dw-world)

21 de setembro, dia da árvore

Dicas semanais de sites


Uma questão importante sobre aplicativos móveis atualmente é a capacidade de detectar a localização do usuário e usar essa informação de maneira útil e atraente.
O Loopt preenche esses requisitos talvez melhor que qualquer outro aplicativo móvel por aí, principalmente por causa do modo com que ele mixa o detector da localização com rede social. O serviço mostra um mapa, sua posição nele e de seus amigos móveis que estiverem nas proximidades.
O Loopt detecta também locais de interesse e faz sugestões ou responde às suas perguntas (como onde comprar cerveja ou a pizzaria mais próxima). Se você encontrar um lugar legal, pode convidar os amigos.

Blip.fm

Esta não será a primeira vez que você lerá esta comparação, mas o Blip.fm é um Twitter para música. O que você vê no site é uma lista de escolhas de músicas das pessoas com seus pequenos comentários sobre elas, os chamados blips.
Você pode ouvir as músicas "blipadas" e também escolher os usuários (chamados DJs) para seguir ou montar grupos com os DJs favoritos para ouvir apenas suas músicas.
Se você pensar em uma música que gostaria de "blipar", basta buscar por ela, fazer sua seleção com tais resultados, escrever um pequeno comentário, enviar e seu blip será adicionado aos outros.
O site, então, mostra você para os outros membros que também bliparam aquele artista. O serviço envolve e diverte, especialmente se você encontrar bons DJs para seguir ou se seus amigos na vida real se inscreverem para participar.

Power.com

Há muitos sites com mais 5 milhões de usuários que já conhecemos, mas o Power.com é um dos quais você vai mais ouvir falar neste ano, seja pelas funções ou pelos problemas legais.
A "rede intersocial", como a companhia o chama, opera na premissa de que muitos de nós pertencemos a diversas redes sociais e que é uma briga logar e postar em cada um separadamente.
O Power.com o permite que você se autentique uma vez e possa visualizar e postar em qualquer das listas de sites de rede social que o serviço sincronizará automaticamente. Você pode ver os posts, mudanças de status e até usar o MSN Live Messenger dentro do Power.com.
Na verdade, o Power.com trabalhou um pouco bem demais para o gosto do Facebook, que entrou com uma ação judicial contra a startup.

Foto do domingo


sábado, 19 de setembro de 2009

Dia 21 de setembro, dia da árvore. Faça a sua parte!




... eu estou fazendo a minha!



As uvas não merecem isso!

Há cerca de seis anos, garrafas de vinho com rótulos que trazem imagens dos ditadores Hitler e Mussolini são vendidos no supermercado Gs, do grupo francês Carrefour, na cidade de Cuveglio, na Itália.

Embora sempre tenha sido alvo de críticas e polêmicas, os vinhos não foram tirados das prateleiras até agora. Mas recentemente, uma turista francesa de origem judia ficou escandalizada ao entrar no supermercado e encontrar os tais vinhos. De tão ofendida que estava, chegou a tirar fotos das garrafas para reclamar com o estabelecimento, além de divulgá-las num site francês para criar polêmica e tentar brecar as vendas do vinho.

O Gs, temendo a propaganda negativa que a repercussão do caso traria, tirou os vinhos da sessão e parou de vendê-los. No entanto, a opinião do produtor e idealizador das idéias, Elvio Alessandria, é outra: "Eu produzo vinhos com rótulos históricos que são muito apreciados pela clientela. Não vejo razão para parar a venda. Se quiserem tirar meus produtos do mercado, não há problema. Mas, nesse dia, também deverão cessar as transmissões de todos os programas de TV que vemos cotidianamente sobre Hitler e Mussolini, e também não deverão vender vídeos domésticos daquela época". leia mais aqui

As sete regiões vitivinícolas mais promissoras

Vinhos do "Novo Mundo" que antes eram os principais adversários dos vinhos do "Velho Mundo" agora tem rivais à altura, na medida em que alguns países buscam reconhecimento internacional no mundo dos vinhos.

O site AskMen.com elaborou uma lista com os sete países que têm mais chances de deslanchar. A classificação é essa:

1. Suíça: Este país é um dos melhores produtores de vinho. Mas apenas 1% da bebida produzida nacionalmente é vendida para fora do país. Muitos desses vinhos são influenciados pelos vizinhos, como França, Alemanha e Itália. As melhores bebidas suíças vêm da região de Valais, produtora de deliciosos vinhos brancos.


2- Ucrânia: Os vinhos da região de Crimeia eram muito apreciados por Catarina II, imperatriz da Rússia. Hoje em dia, essa bebida está se reerguendo através dos espumantes produzidos a partir das uvas blanc e aligote.

3- Romênia: Assim como a Grécia, a Romênia tem mais de 3 mil anos de história em produção de vinhos. Apesar de muitas variedades nativas terem sido destruídas pelas pestes, o país continua sendo um dos maiores produtores de vinho do mundo. As regiões principais, Târnave, Dealu Maré e Murfatlar, produzem vinhos modernos que valem a pena provar.

4- Grécia: O ressurgimento dos vinhos gregos está focado nas regiões de Peloponeso e Tessália, com suas uvas nativas assyrtico (branca) e mavrodafni (tinta).

5- Canadá: O "vinho do gelo" do país lidera o mundo, mas o aumento dos vinhedos em Ontário e Columbia Britânica está trazendo força para a produção de vinhos brancos também.

6- Brasil: Apesar de o país ser produtor há mais de 130 anos, apenas nos últimos 10 - após a criação do Ibravin - os vinhos brasileiros conquistaram reconhecimento internacional. A maior região produtora, a Serra Gaúcha, tem clima que permite o cultivo de uvas como a cabernet sauvignon (para tinto) e chardonnay (para branco).

7- Inglaterra: O país está em 63º na lista dos maiores produtores. Entretanto, as temperaturas quentes do sul da ilha e condições similares das encontradas em Champagne, França, mostram que o plantio de uvas para a produção de espumantes não é tão incabível quanto parece.

Museu do estado de Pernambuco lança coleção etnográfica



A Coleção Etnográfica Carlos Estevão (ATHIAS 2002) constitui-se em um valioso acervo de mais de 3.000 peças adquiridas entre os anos de 1908 a 1946 quando o pernambucano, advogado, poeta e folclorista Carlos Estevão de Oliveira trabalhou na região Amazônica ocupando importantes cargos no Estado do Pará como promotor público em Alenquer, funcionário público em Belém, e por fim, Diretor do Museu Paraense Emílio Göeldi, cargo que exerceu até sua morte em junho de 1946. Visite o museu.

sexta-feira, 18 de setembro de 2009

Capitalism: A Love Story

...O cineasta norte-americano Michael Moore, autor de documentários como Fahrenheit 9/11, Tiros em Columbine e Roger e Eu, convidou cinco grevistas da mineradora Vale Inco, subsidiária da Vale, no Canadá, para o lançamento de seu novo trabalho, Capitalism: A Love Story (Capitalismo: Uma História de Amor, em uma tradução livre), no Festival Internacional de Filmes de Toronto, no último domingo (13/09).


Capitalism: A Love Story traz ao espectador o olhar de Moore sobre o capitalismo, tomando como uma das bases as consequências da crise nos Estados Unidos para os cidadãos. Moore acompanha, por exemplo, casos de mutuários inadimplentes que foram despejados por não pagarem suas hipotecas e histórias sobre a ganância dos bancos e das empresas -- as quais ele chama de "bestas"..., continue lendo

Estrela em Frankfurt, carro elétrico ainda é caro e de difícil recarga

...Automóveis movidos a energia elétrica não somente respeitam o meio ambiente como também são silenciosos.

Segundo o especialista do Instituto Fraunhofer de Sistemas Energéticos Martin Wietschel, eles seriam uma boa solução para pessoas em Pequim ou em outras megalópoles que sofrem constantemente com a poluição sonora e ambiental provocada pelos automóveis.


No entanto, ainda deverá demorar alguns anos até que os carros elétricos venham a aliviar as pessoas e o meio ambiente. O governo da Alemanha espera que, até 2020, por volta de um milhão de carros movidos a eletricidade estejam circulando nas ruas do país. Atualmente existem 41 milhões de automóveis na Alemanha – mas somente mil carros com motor elétrico..., continue lendo

Uma revista com 166 anos

..."The Economist", a revista semanal britânica, é um curioso anacronismo. A começar pelo formato. É uma publicação impressa bem-sucedida, quando, pelas profecias dos gurus da internet, deveria estar em vias de extinção.

Em vez da exuberância gráfica de outras revistas, sua apresentação é clara e sóbria; dá prioridade ao texto e publica poucas e pequenas fotografias e muitos gráficos e desenhos. Foge da superficialidade e não tem medo de apresentar ao leitor temas complexos, embora o tratamento dado nunca seja árido.

É uma publicação de visão global, em lugar de concentrar-se, como aconselham os consultores, no mercado local. Num mundo que realça as personalidades, os jornalistas de "The Economist" permanecem anônimos.

Longe de apelar às emoções de seus assinantes, prefere recorrer à razão para defender seus pontos de vista. Ao contrário da maioria das revistas de negócios, que costumam endeusar empresários e altos executivos, ela critica duramente algumas de suas práticas. Fiel aos seus princípios, chega a defender causas impopulares, sem medo de contrariar as convicções de seus leitores. Pior ainda. Ignorando a teoria amplamente aceita de que a informação dever ser dada de graça, ousa pedir US$ 6,99 nos Estados Unidos, € 5,50 na zona do euro e R$ 29,90 no Brasil de quem vai comprar um exemplar na banca..., continue lendo

XXI Regata Recife - Fernando de Noronha


Amanhã será a grande largada da XXI Refeno. Para quem já teve a oportunidade de participar da mesma, como este humilde blogueiro, é um evento fantástico. A começar, dos participantes, totalmente imbuídos do sentimento de aventura e do espírito de competição. Participei da Refeno de 1995, num veleiro de 23 pés, o Hepadu, com o intuito de apenas se juntar as demais embarcações, já que o pequeno veleiro não tinha as mínimas condições de disputar qualquer premiação a não ser a de tripulação mais zen da regata.

Lembro bem, o som era Pink Floyd, Pat Metheny Group,..., além das cervejinhas, tinha os vinhos para a noitada e uma charque estendida (maresia pura) em um varal que adubava uma sopinha todo final de tarde, tudo sob a batuta do Captain Geraldinho.

Atualmente, estou resgatando as fotos em papel (naquela época não tinha digital) desta viagem como de todas as outras navegações de Ilhéus até o Rio Grande do Norte, realizadas em outras aventuras, para ser disponibilizadas neste Blog.

Vale a pena dar um pulinho no Marco zero amanhã, a partir das 15h e assistir a largada.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...